sábado, 29 de maio de 2010

Dislexia - Reconhecer os seus sintomas.

O tema da Dislexia é para mim, um assunto que me toca em particular. Pois tendo uma filhota com este problema, tento deste modo perceber melhor o que é a dislexia e os métodos de tratamentos, para que possa de ajuda-la a superar esta sua dificuldade.
Quero deste modo, partilhar com todos, o que eu próprio vou aprendendo sobre esta matéria, publicando neste meu Blog, tudo o que seja relevante sobre este tema.

Reconhecer os seus sintomas.

Seu filho costuma ler devagar, silabicamente, e está abaixo da escolaridade normal? Esses sintomas podem dizer que ele é disléxico. Dislexia não tem nada a ver com incapacidade intelectual.
A dislexia é uma doença comum, que, como outras, podem ser tratadas. Seus primeiros indícios costumam estar relacionados ao atraso de linguagem, à troca de letras na fala e à dificuldade na nomeação. Na pré-escola, as crianças disléxicas costumam apresentar dificuldades em aprender os nomes das letras e das cores e em pronunciar as palavras.
Estudo realizado pela médica Sally Shaywitz, da Universidade de Yale [EUA], mostra que os disléxicos possuem um sistema neural diferente para leitura. Os disléxicos sub-ativam a parte posterior do cérebro e tendem a superlativar as áreas frontais. Os não-disléxicos respondem melhor ao estímulo da leitura e activam mais rapidamente a área posterior.
Essas dificuldades em geral resultam tanto de um deficit inesperado – se comparando as outras capacidades cognitivas – no componente fonológico da linguagem quanto da fala de um ensino eficaz em sala de aula. As consequências secundárias podem incluir problemas na compreensão do que se lê e redução da experiência de leitura, o que pode impedir o aumento do vocabulário e do conhecimento em geral.
A dislexia é hereditária. De 23% a 65% das crianças com pais disléxicos podem desenvolver a desordem.

Dicas para combater a dislexia
  • Ler histórias compreensíveis para a idade da criança ajuda a enriquecer o vocabulário
  • Faça da leitura um hábito.
  • Peça para a criança ler textos do seu interesse durante 10 minutos por dia
  • Brinque com jogos educativos e softwares em família.
  • Eles desenvolvem a leitura, a memória, a atenção e outras áreas importantes do cérebro.
  • Use computador e gravador, principalmente para digitar textos, resumir matérias e gravar aulas
  • Mostre conceitos abstractos, como água saindo do estado líquido para vapor. Exemplos visuais são mais fáceis de ser compreendidos

 (Fonte: Internet)
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...