quinta-feira, 22 de maio de 2014

"FANDANGO", O FILME...

®Fotografia: Sérgio de Oliveira / Design: Oliver May

FANDANGO
"FANDANGO", O FILME, é realizado por Sérgio de Oliveira, um artista cá da terra, emigrante por terras Germânicas. Pegacho de gema, nunca esqueceu a sua terra, com todas as sua tradições  e culturas.
"FANDANGO" é um trabalho que visa mostrar a dança do Fandango desde a sua origem e elevando a singularidade desta no Rancho do Pego, ao ser um desafio entre um homem e uma mulher.



 “O fandango chegou até Portugal no século XVIII, vindo dos palcos do teatro espanhol. Em Portugal, o seu ritmo contagiante invadiu o país, primeiro no círculo da aristocracia como dança de salão, depois nas tabernas, em ambiente de homens. E a sua influência foi tal que até aos conventos o fandango chegou, nessa altura dançado também por mulheres que rodopiavam ao som da música e do estalido dos dedos. A voluptuosidade e o ginete com que era dançado eram tais que o fandango acabou por ser caracterizado como uma dança obscena, que servia muitas vezes de instrumento de sedução. Assim, na segunda metade do século XVIII vivia-se uma onda de “obsessão” pelo fandango que se estendeu a todo o pais e que adquiriu um cunho próprio, de acordo com a região em que se radicou. 
Consta que no século XVIII, o fandango era dançado por homem e mulher em pé de igualdade. No entanto o facto de ele ter sido adoptado pelos convivas das tabernas, que o dançavam sobre as mesas ao som do harmónio e ao toque dos ‘copos', e interpretado como um dos motivos que conduziu à masculinizarão da dança.” *
*(in folclore de Portugal)


No Rancho Folclórico do Pego o FANDANGO dança-se, tal como no século XVII, num curioso despique entre dois dançarinos que, no Pego, também é dançado entre o rapaz e a rapariga.

"FANDANGO" ESTREIA EM AGOSTO DE 2014

"Já que no pego tivemos que nascer... Somos pegachos até morrer!"

Poderá ainda ver mais artigos neste blog sobre SÉRGIO DE OLIVEIRA:


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...